All that jeans

Tá certo que jeans (ou brim mesmo, como se falava na “minha época”, kkk) é uma paixão minha, e só isso já justificaria a presença frequente no Pink.

Mas além da minha predileção, tem uma outra razão para “ele” estar aparecendo tanto por aqui. Parece que o jeans em geral está vivendo um grande momento. Está nas revistas, nos melhores sites e blogs de moda por aí.

Quer saber a marca, modelagem ou lavagem in?

Isabel Marant, a mesma que popularizou a febre de sneakers, e que já é especialista em lançar hits, resgatou do passado hippie a lavagem tie dye numa modelagem skinny, acrescentando cor:

isabel-marant-rtw-ss2012-runway-002_180723590412-389x556

isabel-marant-rtw-ss2012-runway-004_180725334456-389x556

Objeto de desejo de muitos fashionistas, confesso que tenho minhas restrições e que, pra mim, soa mais como um deja vu que não vale o (alto) investimento X ficar na moda por uma coleção (coisa que, alías, eu acho que não vale quase nunca).

Voltando a pergunta inicial, tudo indica que não há marca, modelo ou lavagem unânime. Meio que vale de tudo, e o que vale mais mesmo é a exclusividade tipo one of a kind. Modelagens antigas: boyfriend, baggy (…) e o clássico que você quiser e tiver coragem de reeditar está valendo, mas mais do que isso, uma mancha, um spike ou um rasgado que sejam só seus são o que há de mais cool.

Tá aí o belo registro do Street FSN (amo de paixão!) que não me deixa mentir.

streetfsn by Nam

 

streetfsn by Nam

 

streetfsn by Nam

 

streetfsn by Nam

 

streetfsn by Nam
streetfsn by Nam

Da inocente a jaquetinha com cotovelo furado – que eu já fiz e amei – à “calça-shorts” de gosto duvidoso, o que vale aqui é a inspiração. Quem pilhou pra reeditar o seu?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *