Do backstage à passarela: Nara Lisbôa – Donna Fashion Iguatemi

Hoje não tem retrato da estilista aqui porque ela mora na França. Seu desfile foi possível graças a contribuição de amigas queridas e da sua filha Mariana Pesce, a querida Mariba, estilista da Remodê que logo mais vocês também vão ver nesta seção.

A Nara é multi. Ela é cantora, compositora, artista, tricoteira, estilista (mais pela necessidade que temos de criar títulos do que propriamente pela forma como se vê, se é que entendi bem) e de tudo o que já fez na vida, acho que a única página realmente virada é a dos tempos em que Nara Lisbôa preenchia “publicitária” nos formulários em que a pergunta pedia “profissão” como resposta.

O fato é que ao acaso ou não, de uma forma ou de outra, e somando toda a riqueza que tem dentro de si, Nara tem feitos lindos tricôs que nos deixam em dúvida se a obra de arte em questão pode ser só um blusão quentinho.

Acho que no fim das contas, os tricôs da Nara refletem tal e qual a diversidade, a soma e a liberdade da pessoa que ela é, que escolheu ser.

Uma pena não ter encontrado com ela por aqui, pra ter esse papo pessoalmente, mas que nem por isso deixamos de conseguir:

Nome: Nara Lisbôa
Idade: 61 anos
Quando surgiu a grife? Ou a idéia de criá-la?
Essa é sua primeira coleção? Certo? As coleçoes são sempre agregadas de novas peças pois não faço moda. Meu tricot é mais estilo de vida. Comecei a chamar de coleçao em 2008.
Como surgiu o convite para participar do projeto EntreMeios? Eu estava no Brasil no verao e participei do I° Coletivo Criativo, em dezembro. Meus tricots passaram a ter um pouco de visibildade e ai veio o convite.
A marca já atua no mercado? Em caso positivo onde, e como podemos encontrá-la?Sim. Através do site www.naralisboa.fr e através da Mariana Pesce, da Remodê, que é a nossa representante fora da França.
A gente sabe que você também é cantora, estilista é sua nova profissão ou um projeto paralelo?
Sou artista. Cantar e compor foram minhas primeiras manifestaçoes, depois o desenho, bordado, tricot, ainda na infância. Uma coisa não interfere na outra. Canso de começar a compor enquanto faço tricot. Estou também escrevendo um livro há anos e se der tempo ainda, gostaria de me dedicar ao desenho de novo. Cinema também não esta fora de possibilidade. Quanto mas coisas a gente faz, mais a gente tem tempo. Temos a eternidade pra descansar.
Seus tricôs são peças muito diferenciadas. Eles são desenvolvidos como expressão artística ou moda, tipo one of a kind?A única coisa que eu NÃO penso quando começo uma peça é na moda. Acho que é expressão artística com utilidade e conforto pra gente livre.
O que pensa para a marca no futuro? Não sei mesmo, não gosto muito de criar objetivos , prefiro observar os sinais, pois não quero entrar em nenhum tipo de gincana existencial. Deixei uma carreira de quase 30 anos em propaganda para me dedicar à arte, cheia de liberdade e paz e é isso que vou continuar fazendo. O resto é fisica quântica! A gente materializa tudo que pensa.

Já no backstage a gente tem um highlight do que vai ver depois, né?

IMG_6970-682x1024

NARA-LISBOA-RE-CALLAGE-PINK-ABOUT-IT-2-1024x682

NARA-LISBOA-RE-CALLAGE-PINK-ABOUT-IT-682x1024

Mistério revelado, Nara Lisbôa enche de cor e textura a passarela:

Entremeios e banda

 

Entremeios e banda

 

Entremeios e banda

 

Entremeios e banda
Entremeios e banda
Entremeios e banda
Entremeios e banda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *