Pink About It

english

24 de setembro de 2012

Look do dia – London Fashion Week dia #3

Ultimo dia de London Fashion Week (pra mim que cheguei em Londres um pouco mais tarde) e já estava exausta ;)

De glamouroso no look, só a sandália do Nicholas Kirkwood que é minha mais recente aquisição e que salvou o look básico do dia, acho até que ofuscou as olheiras, kkk

Beijo grande para amiga Dê Gebrim que fez as fotos (e como a gente fica mais feliz quando do outro lado da lente tem uma cara amiga, né?)

 


beijos, @recallage

o look: blazer Bo.bô, t-shirt auslander, jeans Diesel, sandália Nicholas Kirkwood e clutch Charlote Olympia.

21 de setembro de 2012

Luxup, special, old and new from London

Em nossa estada em Londres recebemos um convite especial do Luxup. O members-only club, que oferece benefícios e privilégios especiais relacionados a moda e marcas de luxo de todo o mundo aos seus participantes, nos convidou a visitar a Liberty, uma das lojas de departamentos mais tradicionais da cidade (assim como Harrods, Selfridges, Harvey Nichols, etc) para uma experiência especial: personalizar nossas lunettes com nossos nomes gravados.

Olha a graça que ficou meu Ray Ban Club Masters com meu nomezito na lateral:

 

 

 

Sei que parece uma bo-ba-gem, mas depois disso meu óculos de sol ficou tão especial…! Tem um q de vintage, um q de traditional e, o que eu mais gosto, um q de diferente-de-todo-mundo.

Fico pensando que minha filha ou minhas netas vão usar um dia, assim como amo jóias de família, como os anéis que herdei da minha avó. Ou então, vai ser como os milhares de Ray Ban Aviator que meu pai usava quando eu era criança ainda, e que morro pensando que não sobrou unzinho pra contar/fazer mais história. Só tem que durar até lá…

Porque comigo, vintage é assim. Tenho aversão a Brechó, e não por falta de tentativa, mas acho que coisas antigas só tem valor se tiverem história conhecida, e de preferencia a minha. isso, na minha humilde opinião, pode fazer uma peça usada, que já não teve o encanto da compra, do cheiro de couro novo, do papel de seda,  valer a pena.

Alguém mais com essa estranha mania? Kkkk..

Beijos, @recallage

 

 

21 de setembro de 2012

Look do dia – London Fashion Week dia #2

Bom, look do dia não tem muito o que explicar, né?

Só posso dizer que a peça principal do outfit deste dia – e que está entre minhas novas paixões – é essa saia Patrícia Vieira, em couro tatuado.

Aliás a estilista tem alguns outros itens na minha wish list, como a camisa de couro igualmente tatuada e a calça mestiço, também de couro, mas toda rasgada, um delírio!

Nesse dia fotografamos o look de manhã cedinho em Convent Garden, o que explica o Caramel Machiatto da Starbucks fazendo figuração.

 

 

 

 

Mas sabe que acho que o “café” contribui pro clima da foto? Vai dizer que não parece foto de street style gringa? kkk..

Beijos, @recallage

o look: Saia Patrícia Vieira, top Topshop, jaqueta Zara, sapato Valentino, bolsa Prada e óculos Celine.

foto: Victor Fernandes

18 de setembro de 2012

Look do dia – London Fashion Week dia #1

No primeiro (e que até este momento era o último – sorry!) post aqui de Londres, falei que ia postar o look que usei no jantar oferecido ao Fhits pela NK Store.

So, at last, but not least...taí minha “misturinha”.

 

 

A história desse look é a seguinte: comprei essa saia aqui em Londres no mês passado, quando caí de amores por essa estampa. Só que esse shape, assim rodadinho, não tá no meu “top 5″, que quase sempre pende pra alguma coisa menos comportada.  Então, pra matar o desejo do floral amor à primeira vista sem cair num look total ladylike, experimentei o mix com camisa de couro e sapatinho com spikes e gostei dessa fórmula.

Moral da história: Tem algumas peças que rapidamente revelam o nosso estilo, falam por nós e são os “nossos clássicos”, como foram pra mim, neste caso, a camisa e os spikes. Misturando com peças que façam este papel dá pra experimentar novidades e matar desejos repentinos e inusitados, mantendo a coerência de estilo que a gente busca, concordam?

P.S.: Tá, mas que eu quero saber mesmo é se vcs gostaram!…Fazia tanto tempo que não tinha look do dia, né?

beijos, @recallage

o look: Camisa Bo.bô, saia Ted Baker, sapato Valentino e clutch YSL.

 

 

 

 

28 de fevereiro de 2012

Para mulheres possíveis. Issa London na London Fashion Week

Quem gosta daquele mix de estampas combinado-descombinando vai gostar. Quem está afim de, neste inverno, experimentar colorir as pernas com meias calças em tons mais vivos, idem. E quem gostou do post de ontem sobre scarfs & turbans, vai curtir também.

"combinado-descombinando"

"pernas coloridas"

"lenços"

"turbante"

Porque como vocês viram nas fotos acima, sobre tudo isso é que foi feito o desfile de Issa London na London Fashion Week. E muito mais:

Não faltaram novas modelagens para o seu já tradicional jersey (tecido sempre presente e quase uma marca registrada das coleções assinadas por Daniella Helayel).

Assim como a presença de looks monocromáticos (e destaque para o laranja que voltou com tudo do inverno europeu anterior e, nessa semana de moda – diga-se de passagem – esteve em muitas passarelas)

Rendas…

Franjas…

…e tecidos brocados.

 

Uma coleção possível, para uma mulher possível, em seus diferentes momentos e acho que, essa é das coisas que mais fascinam nas coleções desta marca.

Agora cá entre nós, o que mais amei, entretanto, foi um detalhe bobo(e vai entender, tem louco pra tudo, né?): o resgate dessas luvas compridas.

Achei bárbaro, porque nos dão a liberdade de usar manga curta ou cavada em pleno inverno (e essa flexibilidade eu adoro – dá sempre mais opções na hora de montar o look!).
Segundo porque são super femininas, tem um “q” de fetiche mas pra fugir do lugar comum, seria incrível usá-las de dia, como neste look desfilado na passarela da Issa também, não acham?

 

 

 

 

beijos, @recallage
crédito das Fotos: catwalking.com

24 de fevereiro de 2012

Paixão por Mary Katrantzou

É difícil de escrever e de pronunciar but, anote este nome (se é que ele já não tem um lugarzinho reservado no seu shortlist, ou ainda, no seu coração fashionista): Mary Katrantzou.

Porque sim, a moda está cada vez mais cheia de opções. Porém não é todos os dias que aparece alguém mostrando algo novo, realmente novo e revolucionando o conceito estético e o padrão do que é belo.

Eu sei, estou sendo bem sensacionalista e passional mas, do fundo do coração, esta é a minha sincera e humilde opinião.

As saias mullet (aquelas compridas atrás e curtas na frente) que no final do ano passado chegaram “cedo” na Zara na Europa, estavam na coleção M.K. AW2010, junto com estampas que lembram as recém reeditadas Versace, por sinal.

As anquinhas e pepluns que ainda são novidade nas coleções nacionais (acho que começaram a aparecer nas coleções de verão 11/12) ela já “ensaiava” num shape de saia armadinha nas laterais.

Mas minha paixão por MK não é apenas pela sua conexão com o zeigeist e sua habilidade para apresentar o novo. É porque em sua sétima coleção desfilada na London Fashion Week, diferentemente de alguns novos designers que fazem um trabalho maravilhoso e depois demoram pra achar de novo o caminho – seu trabalho só amadurece e fica cada vez mais lindo, sem perder seu DNA, sua identidade e o jeito MK de enxergar o mundo, a moda e as mulheres.

A última coleção de verão (das fotos abaixo) já era de enlouquecer (e olha que eu não gosto muito de estampas), tanto que a gigante Topshop já fez uma edition em plena LFW, de vestidos assinados pela designer a preços mais convidativos, entre 300 e 350 libras.

No entanto vejam o que ela “aprontou” para o próximo inverno:

(quem quiser ver a coleção na íntegra, clica aqui)

Eu tô completamente apaixonada e quero saber quem mais aposta em M.K. para, logo logo, estar ao lado de Phoebe Philo, Marc Jacobs e afins? Será que a paixão me cegou ou é real?

Seja como for, anotem esse nome. Acho que ainda vamos ouvir falar muito dele por aí.

Beijos, @recallage
Fotos: catwalking.com

19 de fevereiro de 2012

Inside London Fashion Week – best looks #1

A Somerset House durante a London Fashion Week é um dos lugares em que se vê as pessoas mais inspiradoras.

Hoje fui pra lá com os olhos curiosos de sempre mas um friozionho na barriga especial. Pena a chuva que caiu no início da tarde e atrapalhou um pouco o registro.

De qualquer forma divido com vocês a few good looks, os que que consegui registrar hoje por lá. Enjoy!

Sei que esse pouquinho foi só pra ficar com gostinho de quero mais, mas eu prometo: tem mais!

beijos, @recallage

17 de fevereiro de 2012

Anteontem eu saí assim (look do dia). E em Londres!

Imagino que quando o título do post tem “anteontem” seguido de “look do dia”, quem acompanha o Pink about it já vai associando à semana de moda ou coisa do gênero.

Here we Á-are!

Cheguei em Londres ontem (!!!), às 16h30 pisei no hotel (The Trafalgar, onde estamos hospedadas, em frente a National Gallery ;)) e nas últimas 24 horas já fui há uns 4 eventos.

(E se semana de moda em CNTP já é loucura, numa cidade como Londres, putz..)

Já na chegada, um banho rápido depois tivemos um coquetel de good will super gostoso com turma do F*hits no hotel The Connaught – um hotel tipicamente inglês, super luxuoso mas aconchegante, e tradicional daqueles que não servem 5 o’ clock tea às 17h01, sabe assim? (adoro!) – pra receber a agenda dos próximos 6 dias.

Reencontros, mil assuntos, uma taça de champagne (só pro brinde, prefiro água!, eu sei, quem se importa?!) e partiu pra um jantar no Browns, outro hotel super bacana, que também tem aquele jeitão inglês mas com um toque mais contemporâneo.

Ponto alto da noite foi a chegada dos special guests: Massimo Redaelli, italiano que comanda a Elite e é agente de tops tipo Giselle Bündchen (mas acredita que a era das super models já acabou e o presente é das celebridades), o fotógrafo de moda Andrew Hobbs, a jornalista do The Telegraph, Hilary Alexander, Tilly Macalister-Smith, da Vogue UK, e o designer londrino Osman Yousefzada.In-crí-vel! Ótimas conversas, bons aprendizados, e na manhã seguinte = uma notinha sobre o f*hits na Vogue UK lol

E tem mais.

Então, como o papo é longo,o tempo é curto e sei que tem as amigas q gostam (as que não curtem sorry, em breve mais “contiúdo”!), deixo vocês com o look atualizadíssimo de anteontem. Vou ali no word e já volto, tá?

 

 

**pergunta: fiquei na dúvida se usava o colar como colar ou como gola. Acabei usando como colar, mas sem muita convicção, embora tenha gostado. Quero saber: qual teria sido a escolha de vcs?

beijos, @recallage

look: a quem interessar possa, casaco feito para mim pela minha amiga Victoria Seger, jeans Talienk, camisa, colar, sandália e clutch, tudo Topshop (mas cada uma de um momento/ano diferente, e não é que combinou?)

01 de dezembro de 2011

Descombinado combinando: to get inspired!

Essa coisa de misturar estampas diferentes e, ao mesmo tempo afins, tem feito muito a minha cabeça.

Aliás, fico é QUEBRANDO a cabeça, procurando diariamente montar uns looks assim, descombinados – combinando.

Uma das minhas inspirações é a coleção SS 12 que Michael van der Ham desfilou na última London Fashion Week.

Não só amei a mistura elaborada de estampas, como a cartela de cores (que mistura de forma bem ousada metalizados, tons pastéis e cores mais vibrantes), e as modelagens democráticas (que vão de mini-saias a longas, e tudo isso sem perder a unidade).

Pra quem gosta de uma boa mistura, se inspirar!

 

Pra ver a coleção na íntegra, clique aqui.

beijos, @recallage.

30 de março de 2011

A BOLSA DO “FRONT ROW”

Há pelo menos 2 temporadas, grande parte das privilegiadas moças ocupantes da tão desejada primeira fila, figuraram nos mais importantes desfiles de moda internacionais com algo em comum.

Uma it bag com nome e sobrenome: Celine BOSTON tote.

Prova disso é a super antenada Alice Ferraz, aí embaixo, na última London Fashion Week, carregando a sua.

A Celine Boston Tote não é novidade, não.

Já está no mercado há pelo menos 3 estações.
Só que a cada nova temporada Phoebe Philo apresenta novas cores, composições e texturas e, pronto, desejo renovado, lista de espera, sold out.

Justiça seja feita, ele é realmente desejável, não?

É grande na medida certa pra transitar com tudo o que a gente precisa do dia à noite. É moderna mas não deixa de ser clássica. E vamos combinar, o “sold out” faz toda a diferença quando se trata de desejo, né?
Não sei se tudo isso justifica o desembolso de algo entre 1.800 e 2.500 dólares por uma, ainda eventualmente tendo que padecer numa lista de espera.

Mas parece que a fórmula continua dando certo e ainda vamos ver muitas dessas sendo carregadas por aí.

E por falar em carregar, já devem ter notado que todas as opções de it bags do momento nos levam a entender que, na hora de segurar a sua bolsa, seja ela qual for, vale tudo, menos pendurar no ombro.

beijos, @recallage

Destaques

Busca

Arquivos

Blogroll

Tags

Calendário

agosto 2014
S T Q Q S S D
« dez    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Newsletter

Muitas das imagens deste blog vem de fontes diversas, sendo em sua maior parte externas e muitas não autorizadas. nenhuma das fotos pertencem ao Pink About It, a menos que sejam creditadas. Se alguma foto de sua autoria estiver neste blog e você deseja sua remoção, favor enviar um e-mail para renata@pinkaboutit.com que prontamente a retiraremos do ar. Obrigada!!!